PISOHELP: 0800 600 5151   contato@pisoclean.com.br  
Perguntas e repostas
Perguntas e repostas
Share |

Como remover  manchas por produtos do tipo Multi-uso (Veja), Ácidos (removedores de ferrugens, limpa pedras, limpadores de alumínio, etc.), Alvejantes, Desinfetantes, entre outros agentes corrosivos, em cerâmicas esmaltadas e porcelanatos.

Atenção: As mesmas técnicas deverão ser aplicadas em porcelanatos polidos que estejam sujando, marcando ou não brilhem como o desejado, seja por terem sido atacados quimicamente, estejam desgastados ou possuam algum defeito.

Em primeiro lugar, os produtos acima citados, quando usados inadvertidamente, seja em porcelanato ou cerâmicas, não mancham o piso, CORROEM.
 
Mármores e granitos polidos, porcelanatos (polidos ou esmaltados) e cerâmicas esmaltadas serão os revestimentos mais frequentemente atacados.

Todos os materiais polidos naturalmente brilham em razão do fechamento  de seus poros, caso dos porcelanatos. Os esmaltados têm sua aparência original determinada por seu esmalte  intacto.
Os produtos mencionados "abrem" os poros dos revestimentos, causando ofuscamentos ou esbranquiçamentos.
Revestimentos polidos, com os poros mais fechados, tem cor mais  acentuada do que o que  tenham os poros mais abertos (todo esmalte também). É exatamente por isso que as áreas "manchadas" estarão esbranquiçadas. O efeito "quando molha desaparece" se dá por esta razão. A água tonaliza as partes corroídas e as esconde.
Toda parte mais polida (ou com esmalte intacto) é mais lisa do que partes menos polidas ou atacadas pelos agentes corrosivos. É exatamente por isso que sujam mais do que as partes íntegras. O efeito "a mancha sai, mas volta" é oriundo desta característica. O local é limpo, porém volta a sujar porque é mais aderente. É como se existissem vários micro capachos em vários pontos de seu piso.

Você deve estar pensando assim: 
Pronto! Agora terei que trocar todo o meu piso? 
Resposta: Não. Em princípio, não. Em raríssimos casos haverá esta necessidade.

A Pisoclean & Pek desenvolveu técnicas e produtos exclusivos que podem resolver este tipo de problema. Antes disso, sim, era marreta no piso.

Seguem as recomendações:

Procedimentos para porcelanatos polidos:

Faça um avaliação criteriosa a respeito da perda do brilho do local afetado.

Se você julgar que o brilho não foi significativamente afetado ou nada afetado (aparentemente), faça uma limpeza com Refine LP.
Lance o produto puro sobre a área e esfregue bastante e com força em movimentos circulares. Use uma esponja de louça em seu lado macio. Passe um pano úmido e seque o piso. Avalie o resultado. 
Em caso de melhora no aspecto, faça mais uma vez. 
Este simples procedimento poderá resolver o problema, principalmente quando o produto causador da mancha for do tipo Multi-uso.
Obs.: A posterior aplicação de Selador LP protegerá o porcelanato contra novos danos ou sujidades.

Se você julgar que o brilho foi afetado ou se o procedimento acima não solucionar a situação:
 
Tratamento natural: Lustro com Pek Power. Veja o procedimento neste vídeo aqui.

Desvantagem: Para ser executado há a necessidade do uso de maquinário e mão-de-obra.

Vantagem: DEFINITIVO. Este processo alisará o porcelanato e eliminará a corrosão.

Sugerimos que, para uma maior durabilidade do revestimento e para promover imunidade contra futuros danos, a posterior aplicação (também profissional) de Supergloss LP.

Pergunta frequente:

Quanto tempo o tratamento dura?
Resposta: Dura o que o piso durar.
O piso não terá uma só partícula de Pek Powder depois de tratado. Será ele próprio e com a mesma resistência do que quando original.  
 
Imagine se a lente de seu relógio de estimação arranhasse e você o levasse para uma restauração. 
Com a lente sem ser substituída e perfeita, você questionaria quanto tempo dura aquele brilho? 
Com Pek Powder é a mesma lógica. O porcelanato, como deve ser, brilhará por si. 

Procedimentos para superfícies esmaltadas ou texturizadas (porcelanatos naturais):

Obs.: Os tratamentos a seguir também serão a solução para casos onde o piso esteja sujando demais, sem que tenham sido afetados. Pisos ásperos é que sujam muito e não os pororos.
 
1) Tratamento artificial: Limpeza e aplicação de Cera especial LP pura em duas ou mais demãos. 
Desvantagem: A manutenção regular será feita com o uso de Limpeza Diária LP e o próprio produto adotado. 
Vantagem: Qualquer um faz. Custo baixo.
Obs.: Cera Especial LP é disponibilizada nas versões brilhante e fosca.

2) Tratamento natural: Lustro com Pek Powder. Veja o procedimento neste vídeo aqui.

Desvantagem: Para ser executado há a necessidade do uso de maquinário e mão-de-obra.
Vantagem: DEFINITIVO. Este processo alisará o esmalte e eliminará os riscos ou a corrosão. Alisará a textura sem que ela fique reta.
Obs.: Este procedimento só será possível em texturas em que o disco da máquina politriz possa deslizar.

Ambos os tratamentos devem ser precedidos de limpeza com Refine LP ou Limpeza Pesada LP.

Obs.: Em casos extremos de sujeira muito impregnadas ou manchamentos por barro, indicamos a limpeza com Pek Decapante antes de um dos tratamentos apresentados.
Pisos com cimento ou restos de obra serão limpos com Desincrustante LP. Pisos com epóxi ou restos de tintas, com Removedor de Epóxi LP.









Destaques


17/03/2020 - ExpoRevestir 2020

Veja como foi a nossa participação na Expo Revestir 2019
17/03/2020 - ExpoRevestir 202019/03/2019 - ExpoRevestir 201920/03/2018 - ExpoRevestir 201804/03/2016 - ExpoRevestir 201606/03/2015 - ExpoRevestir 201511/12/2014 - Como foi a UP XXIV11/09/2014 - Como foi a UP XXIII15/06/2014 - Como foi a UP XXII14/04/2014 - Como foi a UP XXI16/03/2014 - ExpoRevestir 2014 - Sempre presente24/01/2014 - Confira como foi a UP XX01/10/2013 - Confira como foi a UP XIX03/09/2013 - Maratona Pisoclean01/07/2013 - UP15/3/2013 - Pisoclean na Revestir e na VSF07/01/2013 - Concurso Marreta Nunca Mais 414/12/2012 - Como foi a UP XVI20/09/2012 - Veja como foi a UP XV10/09/2012 - Obrigado por sua visita30/08/2012 - Concurso Marreta Nunca Mais IIIveja mais...
Mais informações